Evento em alusão ao Dia Nacional de Combate à Exploração ocorre nesta sexta-feira (18) para discutir assuntos relacionados ao tema PDF Imprimir E-mail
Sex, 01 de Junho de 2012 18:23

Em alusão ao Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual Infantil, lembrado nesta sexta-feira (18), o Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) de Presidente Prudente realiza diversas discussões e palestras durante todo o dia, no Salão Nobre da Faculdade Toledo.

O evento, que é aberto a assistentes sociais, advogados, psicólogos, educadores e demais interessados, discute principalmente a violência doméstica e o abuso sexual online, de acordo com a coordenadora do Creas em Prudente, Andreia Almeida.

 

 

“No Creas atendemos quatro tipos de violências: sexual, física, negligência e psicológica. É importante proporcionarmos este tipo de evento para que a população conheça o assunto e denuncie os casos”, fala.

Ela revela que em 2010 foram registrados 170 casos de violência infantil pelo Creas de Prudente, englobando os quatro tipos citado. De 2011 até maio deste ano, já são 243 ocorrências, sendo que 94 delas estão relacionados à violência sexual.

“Somente de janeiro a maio deste ano estamos com cerca de 50 casos. É pouco, mas não porque os casos estão diminuindo, e sim porque as pessoas não estão denunciando. Acreditamos que existem muito mais crianças sendo abusadas e não tivemos conhecimento ainda”, explica.

Andreia salienta que é importante que as pessoas denunciem os casos para o Conselho Tutelar para que as crianças, os familiares e os demais atingidos sejam atendidos pelo Creas. “Oferecemos apoio com reuniões em grupo, familiar e individual, com profissionais psicólogos, assistentes sociais, advogados e educadores sexual”, diz.

O evento de debates começou às 8h, com o credenciamento dos participantes. Às 9h, o médico mestre na área da violência contra criança e adolescente, Dr Ayrton Margarido, iniciou a palestra; “Enfrentando a violência doméstica contra criança e adolescente: percepção e conceitos do fenômeno”.

Durante a tarde será discutido o tema “Abuso sexual online”, com a doutora Fernanda Domingos, da Procuradoria do Rio de Janeiro.

 

 

S5 Box